Conteudo Cabeçalho Rodape

Um melhor ensino da língua inglesa em escolas públicas no Brasil pode proporcionar aos nossos estudantes uma formação com mais equidade, inclusão e empregabilidade. De olho nesse impacto positivo, estamos juntos com a Nova Escola, o Instituto Reúna e British Council lançando o programa ‘Skills for Prosperity’, iniciativa do  Governo Britânico.

O British Council é uma organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais, em implementação em nove países (Brasil, México, Egito, Nigéria, Quênia, África do Sul, Filipinas, Malásia e Indonésia). No Brasil, o foco será o de democratizar o acesso a um ensino de inglês de qualidade nas escolas públicas, a partir do olhar do Inglês como Língua Franca (ILF), isto é, como uma perspectiva de comunicação intercultural. Serão implementadas diversas ações, como a produção de materiais didáticos que considerem contextos e realidades regionais e a formação didático pedagógica dos professores, assim como o aprimoramento linguístico.

Skills for Prosperity no Brasil

O programa, que possui duração total de três anos (2020-2023), pretende beneficiar estudantes do Ensino Fundamental Anos Finais, Ensino Médio e Ensino Técnico e Profissionalizante a partir da aprendizagem do inglês. É importante destacar que todas as habilidades desenvolvidas no projeto estarão alinhadas com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) - política que tornou obrigatório o ensino de inglês nas escolas a partir do Ensino Fundamental Anos Finais. 

Serão desenvolvidas atividades diretas, como aprimoramento do ensino de inglês por meio do uso de metodologias e treinamentos exclusivamente desenvolvidos para atender às necessidades de alunos e professores, impactando mais de 4 milhões de estudantes das redes públicas estaduais de cinco estados: Amapá, Pernambuco, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná. O Reino Unido investirá oito milhões de libras (o equivalente a R$ 55 milhões) para a implementação do programa no país. 

Um olhar para equidade

Após levantamento de dados para entender questões de equidade e inclusão social e de gênero no Brasil, percebeu-se que mulheres representam 80,1% do corpo docente de inglês no Brasil, entretanto, o salário de mulheres pretas e pardas corresponde a menos da metade dos salários de homens brancos com o mesmo nível de ensino. Além disso, os níveis de evasão escolar são maiores para estudantes pretos e pardos

Por meio da frente Gênero e Inclusão Social (GSI), promovida pelo British Council, foi definido como grupo-alvo meninas e mulheres negras. Serão feitas, ao longo dos três anos, ações de empoderamento, ou seja, iniciativas que constroem bens,capacidades e oportunidades, procurando promover uma mudança transformativa, institucional e social para esse grupo. 

Lançamento do programa

O programa 'Skills for Prosperity' foi lançado oficialmente no dia 2 de dezembro em webinário com mesas de discussão e a apresentação do primeiro Observatório para o Ensino da Língua Inglesa do mundo. Você pode conferir como foi o lançamento no vídeo abaixo.

(crédito da foto: Joyce Cury)

 

Temas

Educação

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações