Saiba mais

A figura do professor muitas vezes é pouco reconhecida, seja entre profissionais de outras área ou do próprio universo da educação. Além disso, há o problema da escassez de docentes na rede pública de ensino, que vai da falta de professores especializados em certas disciplinas à falta de condições para que eles desempenhem suas tarefas de forma ideal. A pesquisa “Atratividade da Carreira Docente” analisou as perspectivas acerca da profissão de professor da educação básica, procurando responder questões como: “quais fatores atraem ou repelem potenciais professores no Brasil?” e “qual o perfil de quem deseja seguir esta carreira?”.

A metodologia utilizada contou com análise de dados sobre as opções das profissões escolhidas no Enem e Enade, e um questionário aplicado a concluintes de pedagogia e licenciaturas. A pesquisa concluiu que, entre as razões que interferem no momento da escolha por ser ou não professor, estão a inspiração de professores-modelo ou familiares, gosto pelo magistério, baixos rendimentos e pouco prestígio social.

Além disso, o perfil do futuro professor apresenta um nível socioeconômico desfavorecido e, geralmente, o futuro docente não está entre os melhores alunos. Outro resultado mostrou que alunos que cursaram o ensino básico na rede pública têm maior inclinação para seguir a carreira docente, em relação a aqueles que estudaram na rede privada.

A pesquisa “Atratividade da Carreira Docente” foi realizada com pesquisadores da Universidade Federal Fluminense (UFF) com o apoio da Fundação Lemann e do Itaú BBA, por meio do edital “Como garantir que todos os alunos brasileiros tenham um bom professor todos os dias na sala de aula?”.

Cadastre-se para baixar o conteúdo e receber por email.