Profissionais que se dedicam às organizações do terceiro setor costumam ser movidos por grandes causas. Querem melhorar a educação, fomentar a cultura, fortalecer comunidades vulneráveis, cuidar dos recursos naturais. É por saber a importância e o potencial do trabalho de cada uma dessas pessoas que a Fundação Lemann, em parceria com o Instituto Humanize, criou o programa Terceiro Setor Transforma, uma nova maneira de gerar e ampliar iniciativas de impacto social.

A proposta é reunir líderes com desafios diversos para pensarem e se fortalecerem juntos, compartilhando experiências, inovações e conhecimentos, além de buscarem soluções de problemas comuns. Para isso, contamos com o apoio formativo da THNK School, escola holandesa que é especialista no desenvolvimento de lideranças para transformação em escala global.

23 participantes foram selecionados para a primeira turma do programa. Entre eles, Fábio Tran - diretor da Omidyar Network no Brasil, que atua em projetos de identidade digital, educação, tecnologia e engajamento do cidadão. Tran ressalta que a pluralidade do Terceiro Setor Transforma tem levado a uma experiência super rica: “É interessante juntar pessoas que vem de setores diferentes. As redes geralmente não se conhecem entre si e ter um ambiente de troca é importante”, disse.

Ana Luisa Santos, líder da Khan Academy no Brasil, está aproveitando para se inspirar nos diversos exemplos de instituições. Ela enfrenta um desafio duplo: é a primeira vez que atua no terceiro setor e tem que dialogar diretamente com o governo, especialmente com secretarias de educação: “Para mim, o programa tem o papel de abrir minha mente para saber como outras organizações de referência no terceiro setor operam, quais são seus desafios. Conhecer essas pessoas traz aprendizados para a Khan Academy”.

 Já Selma Moreira, diretora do Baobá, fundo para equidade racial, falou com orgulho da sua posição de mulher negra entre os participantes.

“Na formação, além da possibilidade de agregar conhecimento, fortalecer novas conexões e promover encontros pessoais e institucionais, há um processo fundamental pelo fato de eu ocupar esse lugar e servir de exemplo para que outras mulheres negras desejem estar aqui.”

Selma Moreira

terceiro-setor
Participantes da formação da turma do Terceiro Setor Transforma

A primeira turma do Terceiro Setor Transforma já fez dois módulos da formação. O primeiro, realizado em agosto de 2018, teve um caráter mais introspectivo, o que surpreendeu positivamente os participantes. Maurício Bianco, da Conservação Internacional do Brasil, que trabalha a proteção da natureza para o bem-estar humano, é experiente em cursos sobre liderança e relata que a etapa de autoconhecimento superou suas expectativas.

“A abordagem dos três primeiros dias foi volta para o indivíduo. Isso proporcionou não só um conhecimento mais profundo do nosso papel como líderes, mas criou uma conexão entre as pessoas que estão no curso.

Maurício Bianco

O segundo módulo foi no final de outubro e trouxe estratégias inovadoras de liderança em diferentes ramos. E a formação não chegou ao fim! Com atividades à distância, ainda há um terceiro módulo presencial, que será realizado no mês de novembro. A expectativa é que todos os aprendizados e trocas fortaleçam os líderes individualmente, assim como contribuam para a atuação de suas organizações. Afinal, o Terceiro Setor Transforma!

Temas

Liderança e Impacto Social

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações