Conteudo Cabeçalho Rodape

Na última terça feira (13), promovemos um painel dentro do ecossistema da Brazil Conference at Harvard & MIT 2021 para discutir e refletir sobre os desafios da equidade racial na educação básica pública, pensando em alternativas e soluções para mitigar as desigualdades existentes. Segundo dados de 2019 disponibilizados pelo UNICEF, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, 15% dos alunos brancos têm atraso escolar. Quando falamos dos estudantes pretos, esse número mais que dobra - chega a 31%. 

Participaram da conversa Sonya Douglass Horsford, professora da Universidade de Columbia, e Alexsandro dos Santos, diretor-presidente da Escola do Parlamento da Câmara Municipal. Educadores experientes e reconhecidos, eles falaram sobre como usar dados confiáveis sobre educação para desenhar políticas públicas de equidade racial, especialmente na educação básica. 

Segundo Alexsandro dos Santos, dados do Prova Brasil 2019 mostram que crianças pretas no 5º ano de escolarização apresentam atraso escolar. “Em Matemática,  essa diferença [entre crianças brancas e pretas] chega a dois anos de escolarização. É como se o aprendizado da criança negra equivalesse ao 3º ano, e o da criança branca fosse o de 5º”, explica Santos. 

Fonte: Reprodução/YouTube.

A professora Sonya Douglass Horsford, que também é autora de livros sobre o tema, incluindo 'The Politics of Education Policy in an Era of Inequality: Possibilities for Democratic Schooling', disse que é preciso assegurar que os dados sobre a desigualdade racial sejam usados para embasar decisões dos governos em políticas educacionais e, assim, tornar a equidade racial uma realidade menos distante.  “Espero que os dados sobre as desigualdades raciais não sejam usados para humilhar os estudantes negros. Não podemos usar esses dados para para reforçar uma narrativa de fracasso e inferioridade”, alertou. “Quando o Brasil decidir trabalhar com dados raciais, que seja para transformar a maneira como oferecemos as aulas", ressaltou Sonya. 

O painel foi mediado por Mariana Fontoura, nossa gerente de Desenvolvimento Institucional. Veja mais sobre a conversa sobre esse tema tão importante para que o Brasil avance para uma educação de qualidade para todos. É só dar o play para ver o painel na íntegra!

A Brazil Conference at Harvard & MIT é realizada anualmente pelos estudantes brasileiros em Boston para promover o encontro - atualmente 100% virtual - de líderes e representantes da diversidade do Brasil. A ideia é propiciar a discussão de temas como política, economia, cultura e sociedade.

(crédito da imagem: Joyce Cury)

 

Temas

Educação

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações