Propor uma experiência de ensino e aprendizagem inovadora e facilitar a identificação, a implementação e o desenvolvimento de novas tecnologias educacionais de alta qualidade para as escolas brasileiras. Esses são os objetivos do Programa Escolas Plugadas (PEP), iniciativa da Fundação Lemann que realizou sua terceira edição em 2017, conectando educadores da rede pública de ensino a empreendedores que oferecem soluções tecnológicas para a educação.

Por meio do programa, centenas de professores já receberam formação em Ensino Híbrido e passaram a usar tecnologias educacionais. Da mesma forma, ao usarem os serviços em sala de aula, esses educadores ajudaram empreendedores a melhorarem suas ferramentas, gerando um círculo virtuoso.

Alunos aprendendo no computador

Resultados animadores

Somente em 2017, o PEP trabalhou com cinco empreendedores e 38 escolas, beneficiando 178 professores e 8115 alunos. Desse total, 91% afirmaram que a ferramenta apresentada atendeu ao problema da escola, 89% gostariam de continuar usando a plataforma e 70% dos alunos têm mais vontade de ir à escola a partir do uso das tecnologias.

Para as “edtechs”, como são chamados os empreendimentos que oferecem soluções tecnológicas na área da educação, também houve ganhos significativos. 

A plataforma Quizlet, por exemplo, seguindo orientação do programa, reduziu 80% do “peso” da ferramenta, o que contribuiu para que a ferramenta chegue a escolas com internet mais lenta. O resultado? Um aumento entre 5% e 10% no uso.

Também a Guten News, que é focada na leitura de atualidades, foi orientada a retirar áudios das atividades e diminuir a resolução das imagens. Com isso, ela pode aumentar sua escala na rede pública, pois o produto poderá ser utilizado em lugares com baixa velocidade de internet. 

Educação, inovação e conexão entre empreendedores, educadores e alunos para fazer a diferença!

Escolas Plugadas 2017 - Inovação na Educação

Temas

Educação

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações