Conteudo Cabeçalho Rodape

Quem não conhece uma ou várias mulheres que se destacaram na pandemia, seja em suas profissões ou no seu dia a dia, driblando o tempo e acumulando funções com home office, cuidado dos filhos, de outros familiares, da residência, e, muitas vezes, também da sua comunidade. Com a pandemia do novo coronavírus, os desafios de ser mulher se tornaram ainda maiores. Mesmo em condições adversas, inúmeras mulheres se destacam e fazem a diferença na vida de muitas pessoas durante a pandemia - no trabalho, no bairro, numa live, nas redes sociais ou dentro de suas casas. Em busca destas histórias, a Fundação Lemann lançou a campanha Toda Mulher é uma potência, para dar visibilidade às mulheres inspiradoras neste mês em que elas são as homenageadas.

As narrativas começam a ser conhecidas neste 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, com um vídeo-poema inédito da escritora e narradora Ryane Leão, autora de dois livros e que publica seus textos também no perfil @ondejazzmeucoração. O vídeo-poema pode ser acessado aqui ( Twitter, Facebook, Instagram e LinkedIn).

Nesta primeira ação, foram selecionadas, previamente, mulheres que fazem parte do ecossistema da Fundação Lemann e tiveram destaque durante a pandemia do novo coronavírus. São elas: Sue Ann Costa Clemens, médica e líder da pesquisa da vacina de Oxford no Brasil; Selma Moreira, diretora-executiva do Fundo Baobá; Patrícia Santos, professora-autora do projeto Skills for Prosperity; Sabine Righetti, jornalista de ciência e diretora da Agência Bori; Isabel Opice, diretora e cofundadora da Impulso; Fernanda Roder, enfermeira e pesquisadora do Projeto Xingu; Katia Helena Schweickardt, secretária municipal de Educação da Prefeitura de Manaus; e Priscila Cruz, presidente-executiva do Todos pela Educação.

A partir de 8 de março, as mulheres escolhidas por indicação do público serão homenageadas nas redes sociais da Fundação Lemann. Mais de 180 histórias de mulheres foram indicadas por meio de um formulário online. O questionário ficou disponível entre 22 de fevereiro e 03 de março. Pelo menos 15 histórias foram selecionadas pelo Comitê de Gênero da Fundação Lemann, por serem mais inspiradoras e motivadoras.

Toda mulher é uma potência

Na pandemia, 50% das mulheres passaram a cuidar de alguém próximo; 41% das que conseguiram manter seus empregos afirmaram trabalhar mais na quarentena; e 40% afirmaram que a pandemia e a situação de isolamento colocaram o sustento da casa e da família em risco.

As mulheres negras foram ainda mais afetadas neste período. 58% das mulheres desempregadas são negras e 61% das que estão na economia solidária também se declaram negras. Os dados são de uma pesquisa realizada pela Gênero e Número e SOF Sempreviva Organização Feminista .

Sobre a Fundação Lemann

A Fundação Lemann acredita que um Brasil feito por todos e para todos é um Brasil que acredita no seu maior potencial: gente. Isso só acontece com educação de qualidade e com o apoio a pessoas que querem resolver os grandes desafios sociais do país. Nós realizamos projetos ao lado de professores, gestores escolares, secretarias de educação e governos por uma aprendizagem de qualidade. Também apoiamos centenas de talentos, lideranças e organizações que trabalham pela transformação social. Tudo para ajudar a construir um país mais justo, inclusivo e avançado.

Saiba mais em: fundacaolemann.org.br

Siga-nos nas redes: twitter, instagram, facebook e LinkedIn

 

Mais informações:

Assessoria de Imprensa da Fundação Lemann

Analítica Comunicação

Temas

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações