Saiba mais

Com o objetivo de dar voz aos docentes de todo o Brasil, a pesquisa Conselho de Classe apresenta a visão dos professores sobre a educação no país. Ela foi desenvolvida a partir de um estudo quantitativo, que contou com a participação de 1000 professores do Ensino Fundamental I e II, e outro qualitativo, com a realização de grupos focais e entrevistas.

Em relação a formação dos professores, o resultado mostrou que mais da metade estudou em escolas públicas, enquanto o ensino superior foi cursado em universidades privadas. A maioria dos pesquisados afirmou pretender continuar exercendo o cargo de professor e apontou que um dos aspectos que mais traz satisfação no dia a dia é a contribuição para o aprendizado dos alunos.

Em contrapartida, grande parcela dos entrevistados destacou que o baixo reconhecimento e o sentimento de que há um descompasso financeiro frente a outros profissionais são os dois principais problemas da carreira. Além disso, afirmam que suas opiniões são pouco levadas em conta nas tomadas de decisões.

Em relação aos alunos, os fatores que geram mais preocupação entre os docentes são a defasagem de aprendizado e a aprovação automática de alunos que não estão hábeis para seguir para a etapa seguinte. Outros fatores que também foram destacados como preocupantes foram a relação com as famílias dos discentes e a aplicabilidade das políticas educacionais implantadas.

Em relação às perspectivas para o futuro, os profissionais se mostraram receptivos ao uso de inovações tecnológicas que visem melhorar o desempenho do aluno, e se colocaram a favor da construção de uma Base Nacional Comum com currículo unificado.

Cadastre-se para baixar o conteúdo e receber por email.