Entre os dias 05 e 07 de agosto, a Fundação Lemann e o Teachers College da Universidade de Columbia reuniram especialistas americanos e lideranças brasileiras no processo de avaliações educacionais. A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) da Educação Infantil e do Ensino Fundamental traz a oportunidade de repensar as políticas educacionais do país como currículo, formação de professores e avaliações.

Para gerar discussões relevantes e ações práticas, o evento teve momentos de reflexão, atividades mão na massa e compartilhamento de experiências e aprendizados do Common Core (padrão curricular nacional dos EUA).

Fundação Lemann, Teachers College e especialistas nacionais e internacionais em evento sobre avaliações educacionais

Além das equipes da Fundação Lemann e do Teachers College, contamos com Maria Helena Guimarães (ex-secretária executiva do Ministério da Educação); Maria Inês Fini (INEP); Frederico Amancio (Secretário de Educação de Pernambuco e presidente do grupo de trabalho de avaliação do Consed); Wagner Rezende (ABAVE); Lina Kátia e Nigel Brooke (CAED); Adriana Rigon e Claudia Griboski (CEBRASPE); Ruben Klein e Tiago Fragoso (Fundação Cesgranrio), entre outros participantes.

As organizações foram convidadas ao encontro porque estão entre as principais que atuam com avaliações, pesquisa, dados e políticas educacionais no Brasil.

“Este evento contou com o olhar de diferentes pessoas e organizações para podermos avançar ainda mais no debate sobre avaliações  no país. Também foi super importante trazer o conhecimento do Teachers College, que é parceiro da Fundação Lemann há muitos anos. Pensando na chegada da Base Nacional Comum às escolas, tivemos a oportunidade de aprender e discutir juntos como as avaliações podem apoiar gestores e professores de todo o Brasil e ajudar a trazer avanços pra educação.”

Camila Pereira, diretora de educação da Fundação Lemann durante o encontro sobre avaliações educacionais

Painéis e atividades sobre avaliações educacionais

Nossa primeira conversa foi sobre a Experiência americana a partir do Common Core. Aprendemos sobre o desenvolvimento de avaliações nos EUA, os especialistas compartilharam quais foram os desafios encontrados ao pensar as diferenças dos modelos de avaliação pré-Common Core e os atuais, assim como as transições e adaptações para o novo sistema. 

Depois, tivemos a oportunidade de mergulhar nas diferentes etapas para o desenvolvimento das avaliações: da elaboração das matrizes de referência a partir do Common Core até a criação dos itens das avaliações e a formação de profissionais para realizar este processo. 

Outro momento importante do encontro foi a sessão Como medir habilidades cognitivas complexas. O objetivo era discutir o desenvolvimento de itens de qualidade para medir habilidades da Base Nacional Comum Curricular. Debatemos questões como: o que são bons itens de avaliação? Como podemos medir habilidades cognitivas complexas? Quais lições podemos aprender? Para complementar estas reflexões, foram apresentados exemplos de itens de matemática e ciências.

Reflexões e mão na massa enquanto aprendemos mais sobre avaliações educacionais

Após as conversas, o grupo identificou áreas prioritárias para novas ações: articulação dos propósitos de avaliações dos diferentes níveis de governo, definição de critérios de qualidade para itens em provas, estratégias para o capacitação de elaboradores de itens e estratégias para fortalecer a avaliação formativa.

Ao retornar para o Brasil, todos os participantes estavam animados com os novos aprendizados e a possibilidade de desenvolver avaliações que fazem mais sentido para o aluno do século 21. Agora, pensamos como colocar os novos conhecimentos em prática para colaborar com as políticas de avaliação do país. 

Os participantes voltam animados e com novas ideias para pensar nas avaliações educacionais do Brasil e na Base Nacional Comum Curricular

Saiba mais sobre a BNCC
Saiba mais sobre a nossa parceria com o Teachers College

Temas

Educação Liderança e Impacto Social

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações