Conteudo Cabeçalho Rodape

Neste domingo, 24 de março, foi anunciado o grande vencedor do Global Teacher Prize, maior prêmio de educação do mundo que é organizado pela Varkey Foundation. O professor Peter Tabichi, do Quênia, se destacou por levar o processo de ensino e aprendizagem aos alunos superando as vulnerabilidades e adversidades. 

Tabichi dá aulas em uma região semi-árida do Quênia e recebe estudantes de várias culturas e religiões. Problemas como fome e drogas são comuns e se tornam desafios para os jovens que, muitas vezes, abandonam os estudos. Ele não desistiu e criou um grupo de talentos na escola, além de ampliar o clube de ciências. Com essa iniciativa, os alunos começaram a se destacar em competições e já ganharam vários prêmios. 

No momento da vitória, o professor chamou seu pai para segurar o troféu junto com ele. Como prêmio, ele recebe o merecido reconhecimento mundial e o valor de 1 milhão de dólares.

O professor queniano Peter Tabichi é reconhecido como o melhor do mundo no Global Teacher Prize
Fonte: Foto: Global Teacher Prize.

O Brasil no Global Teacher Prize

O Brasil também esteve muito bem representado na maior premiação de educação do mundo. No top 50, contamos com Jayse Antônio, professor da rede pública de Itambé. No top 10, Débora Garofalo foi a 1ª mulher brasileira a chegar neste ranking. Os dois fazem parte da Conectando Saberes, grupo com mais de 400 educadores que compartilham boas práticas em todo o país.

Débora e Jayse voltam para casa vitoriosos e inspirando ainda mais pessoas a trabalharem por uma educação pública de qualidade!

Débora Garofalo e Jayse Antônio no Global Teacher Prize

Temas

Educação

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações