Conteudo Cabeçalho Rodape

A Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RBAC), apoiada pela Fundação Lemann, selecionou dez redes públicas de ensino para a implementação do Programa Escolas Criativas. Nove secretarias municipais e uma secretaria estadual de educação vão participar da primeira fase do programa, que pretende abranger 500 mil alunos, em 20 redes de ensino, até 2024. O programa pretende fomentar a implementação de soluções que ajudem a tornar a educação pública brasileira mais criativa, prazerosa, relevante, colaborativa e inclusiva para crianças de 6 a 12 anos.

Professores serão incentivados a desenvolver as suas próprias atividades utilizando os princípios da aprendizagem criativa e recursos de robótica, computação criativa como o Scratch, e materiais acessíveis e reutilizáveis como papelão, cola, papel, tesoura e embalagens recicláveis.

“Acredito que o Programa Escolas Criativas é um caminho para construirmos alternativas que funcionem na rede pública e que permitam uma aprendizagem mais significativa, mão na massa e criativa”, disse o gerente de Inovação da Fundação Lemann, Lucas Rocha, durante o webinar de lançamento do programa, nesta terça-feira (20/06).

As redes públicas selecionadas são as secretarias municipais de Educação de Branquinha (AL), Caruaru (PE), Curitiba (PR), Jaguariúna (SP), Recife (PE),  Ribeirão das Neves (MG), São Bernardo do Campo (SP), São Luís (MA) e Vinhedo (SP), além da Secretaria Estadual de Educação do Rio Grande do Sul. As ações da RBAC começam em julho de 2021, com formação para implementação de práticas de aprendizagem criativa - abordagem pedagógica que incentiva experiências mais criativas, mão na massa e relevantes em sala de aula.

“Acreditamos que existem muitas iniciativas espalhadas pelo país que já estão fazendo um trabalho fantástico. O problema é que essas iniciativas estão isoladas e queremos conectá-las”, afirmou o diretor executivo da RBAC, Leo Burd.

Em 2020, a RBAC, por meio da Fundação Lemann, foi selecionada no edital Tech and Play pela Fundação LEGO, da Dinamarca, para participar de uma iniciativa global de incentivo a projetos educacionais que impulsionam o brincar como prática aliada à tecnologia nas salas de aula ao redor do mundo, recebendo uma doação de 4 milhões de dólares para implementação do programa. 

“Quando fazemos a aprendizagem lúdica, vemos muitas coisas acontecendo, muitas habilidades sendo ativadas quando brincamos. Temos uma flexibilidade cognitiva que nos permite ser criativos juntos”, disse Olekjaer Thomasen, analista de Programas da Fundação LEGO.

Além da RBAC, outras duas iniciativas, no Quênia e em Ruanda, também foram selecionadas.

Criada em 2015, a Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa está atualmente presente em todas as regiões do Brasil com mais de 20 núcleos regionais e 4.000 membros, que são incentivados a adotar e promover a aprendizagem criativa localmente. Por meio de oficinas, Festivais de Invenção e Criatividade e disponibilização de recursos educacionais, a RBAC fomenta a aplicação de práticas mais mão na massa, criativas e relevantes para os alunos do Brasil.

Sobre a Fundação Lemann

A Fundação Lemann acredita que um Brasil feito por todos e para todos é um Brasil que acredita no seu maior potencial: gente. Isso só acontece com educação de qualidade e com o apoio a pessoas que querem resolver os grandes desafios sociais do país. Nós realizamos projetos ao lado de professores, gestores escolares, secretarias de educação e governos por uma aprendizagem de qualidade. Também apoiamos centenas de talentos, lideranças e organizações que trabalham pela transformação social. Tudo para ajudar a construir um país mais justo, inclusivo e avançado. 

Saiba mais em: fundacaolemann.org.br

Siga-nos nas redes: Twitter, Instagram, Facebook e LinkedIn.

Sobre a Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa

A Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RBAC) é um movimento de educadores, artistas, pais, pesquisadores, empreendedores, alunos e organizações que promovem práticas educacionais mais mão na massa, criativas e relevantes para  crianças e jovens de todo o país.  Por meio de festivais, oficinas, programas de fellowships, encontros regionais, recursos pedagógicos e discussões online, a RBAC provê um ambiente propício para a criação e a vivência da aprendizagem criativa de forma relevante e sustentável nas diferentes regiões do Brasil desde 2015. Conheça a Rede em: aprendizagemcriativa.org.

Sobre a Tech and Play e a Fundação LEGO

A iniciativa Tech and Play da Fundação LEGO conecta organizações que estão impulsionando o brincar como prática aliada à tecnologia nas salas de aula ao redor do mundo. Nós buscamos soluções que inspirem a expressão criativa de crianças em uma ampla gama de especialidades, que vão da computação criativa ao tinkering e à robótica. Nosso objetivo é fazer com que o learning through play with technology (Aprendizagem pelo Brincar com Tecnologia) seja mais acessível para professores e empodere crianças com as habilidades necessárias para que elas tenham sucesso em um mundo movido pela tecnologia.

Temas

Educação

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações