Saímos de Barcarena, no Pará, e viajamos para São Luís, no Maranhão, para conhecer mais educadores que fazem a diferença na aprendizagem. Com a energia de Carlinhos, nosso viajante oficial, o #NossaVozTemVez viajou pelo Brasil e revelou muitas histórias inspiradoras.

Projetos da rede de ensino

Na secretaria de educação do município, fomos recebidos pelo Secretário Moacir Feitosa, e pela Superintendente da Área de Ensino Fundamental, Arsênia Pereira de Souza. A rede de ensino já é parceira da Fundação Lemann pelo programa Formar, que já colabora com mais de 900 mil alunos em todo o país.

No momento, a secretaria trabalha para construir uma política de formação continuada que será aberta para consulta pública. E a participação dos professores que estão no dia a dia da sala de aula é indispensável! A Conectando Saberes, rede criada por educadores, pode e quer colaborar com esse engajamento.

Moacir Feitosa e Arsênia Pereira de Souza recebem nossa equipe para um bate-papo sobre a educação em São Luís

Iniciativas da rede Conectando Saberes

Visitamos o núcleo da Conectando Saberes de São Luís na casa da professora Marta Bello, que faz parte da rede. As professoras nos receberam com comidinhas típicas da região e apresentaram o projeto “Do lixo para o Parque”. A ideia é transformar os espaços públicos ao redor das escolas com materiais reciclados, como sucatas e garrafas pet.

O projeto envolve não só os alunos, como também as famílias. Muitas das professoras trabalham na periferia e na zona rural e ressaltaram a dificuldade de alfabetizar crianças vindas de contextos vulneráveis. Por isso, uma iniciativa como essa é essencial para aproximar a comunidade do ambiente escolar. 

A professora Vanessa Santos, integrante do núcleo, também estava lá na casa da Marta e contou porque escolheu ser educadora:

“Eu decidi ser professora porque tive muitas professoras que mostraram que a educação é diferente do que a gente conhece, tradicional, em que o aluno aprende só o conteúdo nos livros da escola. Sempre levei isso comigo: que tipo de professora serei? Quero ser aquela professora que marca e que faz diferença na vida do aluno para que que eles possam ter a esperança de que a educação muda o futuro.”

Professoras do núcleo da Conectando Saberes de São Luís e Carlinhos, da Fundação Lemann

Confira como foi a nossa viagem a Açu, no Rio Grande do Norte. Enquanto isso, você pode dar uma espiada nas outras visitas que fizemos clicando aqui.

Temas

Educação

Veja mais sobre a Fundação Lemann

ver todas as publicações